Polícia Militar atende de falsário no bairro Universitário

O meliante tentou comprar um carro com documentação de outra pessoa

No local as vítimas estariam contendo o suposto autor dos fatos, que após ouvir o relato dos envolvidos foi possível apurar os fatos e efetuar a prisão do meliante Roberto, 30 anos sendo acusado de ser autor de Falsidade ideológica.

A jovem de 20 anos, funcionária da Loja AUTO SALES, relatou que recebeu uma proposta de negociação em um veículo C3 ano 2015 no valor de 37,900 reais que essa proposta foi recebida através do (APP WhatsApp), que o suposto comprador seria o Valderi, de 32 anos , o qual supostamente teria pedido analise de crédito, sendo que foi aprovada e comunicado ao "mesmo" para comparecer até a loja para os trâmites finais da negociação e a retirada do "possante". Por volta das 11:00 horas da manhã de sábado, um masculino identificando-se como sendo o Valderi, de 32 anos chegou a loja para a retirada do carro e assinar a documentação, solicitado mais alguns documentos faltantes o mesmo informou que não tinha a documentação solicitada, foi onde a jovem (funcionária), passou a desconfiar que a negociação tratava-se de um golpe, que então solicitou que o mesmo retirasse a máscara e o boné para fazer uma foto para finalizar a venda,e neste momento pode certificar-se que a documentação apresentada não era do mesmo.

Foi então entrado em contato com o verdadeiro Valderi, que então solicitou que o mesmo comparecesse até a loja e lhe informou sobre os fatos de que uma outra pessoa estava na loja efetuando uma compra em seu nome, que ao chegar na loja com ajuda de funcionários seguraram o falsário até a chegada dos home da lei.

À vítima. Valderi, de 32 anos, relata que anunciou no facebook a intenção de compra de um carro. O elemento Roberto Meireles Dias, de 30 anos além da "cara de pau", tem uma vasta ficha de antecedentes criminais em seu desfavor , Ele confessou ter tentado a prática de um golpe ao tentar efetuar a compra no nome de outra pessoa, sobre como teve acesso aos documentos pessoais da vítima, declarou que não iria relatar mais nada a guarnição, foi dado voz de prisão em flagrante ao mesmo pelo crime de falsidade ideológica e conduzido o elemento até a central de polícia para os procedimentos cabíveis.


Imagens


Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento