Valentão tenta matar companheira e seu filho

Usou como desculpa a 'marvada' da droguinha

Hoje, 11 de setembro, por volta das 00:40, a PM foi acionada via CRE para atender uma tentativa de feminicídio. Os "home" se deslocaram até a rua Gustavo Lebon Régis, bairro Copacabana, e ao chegar no local o suposto agressor não estava mais na residência. Assim foi feito contato com a vítima, juntamente com os vizinhos que estariam na rua pelo fato: Fabio Juvenil Pereira (autor da tentativa) queria matar sua esposa e seu filho. Segundo informações, Fabio é usuário de drogas, começou a discutir com sua esposa, e sem mais nem menos, atacou e começou a enforcá-la, falando que iria fazer um "picadinho", tudo na frente de seu filho. Após conseguir se livrar do "marvadeza", ela correu para a rua gritando por ajuda, e assim os vizinhos ajudaram, e o valentão se evadiu do local.

Algum tempo atrás ele já teria ameaçado a vida de sua esposa com um facão, passando em seu rosto e falando: "vou te matar e fazer você picadinho". Assim que a polícia atendeu a ocorrência, os populares correram até os "home da lei" e contaram que o meliante estaria na rua de trás da sua residência, assim a GU logo se deslocou, e ao enxergar a viatura, o valentão começou a meter fuga, mas os populares não deixaram barato para o "marvadeza". Além de ser um covarde, tentou sair no braço com os "home", e assim mediante os fatos, foi necessário o uso progressivo da força para conter o meliante.

Não se sabe o motivo do surto de Fabio, o mesmo se titulou ser usuário de drogas, e segundo populares ele queria matar até seu filho. Assim, diante dos fatos, foi dada voz de prisão a Fabio, sendo levado para o HNSP pelo fato de ter caído no chão após os populares não deixarem o valentão fugir, e ao chegar no hospital continuou com a mesma cena, "valentia", mas foi contido pelos "home da lei". Após procedimentos no hospital, foi encaminhado para a delegacia para conversar de perto com o homem da lei...  

Imagens


Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento