Causos da Muié Véia

De volta pra casa

Por Mara Wolf

Estávamos nós na estrada cansados e com muita fome, pois a Senhora que fazia o almoço para nossa equipe estava viajando, de férias e foi visitar sua filha no Paraná.

Para a nossa surpresa a ponte que tínhamos de passar estava em reforma, aí me Deus.

Mas o pior é que ainda tinha ido um estudante de odontologia junto com a equipe para estagiar e ver como era o serviço que nossa equipe prestava para as comunidades que visitávamos todos os meses.

O jovem tinha medo até da sombra, e eu não ficava para traz. E como passar por dentro do Rio Pelotinhas? Pra quem não tem medo é fácil, pois tem uma lage de pedras que quando o rio esta baixo da para passar por dentro d'água. Eu não sei nadar e se o carro afunda ou sai da lage de pedra o que faríamos, era só rodar rio a baixo.

Os carpinteiros já haviam colocado umas pranchas no lugar das que estavam estragadas, pequei minha bolsa com meus documentos e uma caixinha que estavam os exames dos pacientes que na época eram coletados nas consultas e lá me fui a pé com o coração na mão e os rins na boca de tanto medo que eu estava.

Quando passei por todo o percurso dei graças a Deus por não ter caído e fiquei olhando o carro passar.

Imagens


Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento