Paulo Ramos Derengoski 12/08/2020

O Leão Baio

As forças inconscientes coletivas que dormem nos mais profundos abismos interiores de todo ser humano sempre despertam diante de situações de perigos reais ou imaginárias. É o que afirma Carl Gustav Jung, o estudioso da alma humana que desafiou o determinismo de Freud. Para ele, a imagem do Leão - sonho ou realidade - representava uma tremenda força institiva a ser desencadeada. Freud, que havia sido seu mestre, definida, em sua obra monumental, o sonho de leão como sendo a reafirmação de uma sexualidade ardente e selvagem.

 O Leão sempre foi um símbolo poderosíssimo para humanidade. Ele está impresso nas bandeiras de várias nações, exércitos e regimentos.

 É um arquétipo da vontade de guerrear. Mais do que isso: por ser o rei dos animais desconhece predadores e possui, pela força, o "direito", que é o mais alto símbolo do poder: o "direito" de matar - que poucos homens na face da terra detiveram em suas paranóias e delírios...

 Luís XVI, imperador da França, certa vez, sonhou que lutava com um Leão. Meses depois sua cabeça rolava na Praça da Revolução.

 Os reis assírios eram metade leões, metade homens. E a Esfinge do Egito tem a cabeça do grande gato...

 Mas terá alegria familiar quem sonha com a leoa e seus leõezinhos - pois dentre as fêmeas é a que mais protege suas crias. Os romanos, que dominaram o mundo antes da hegemonia cultural-cristã, jogavam seus prisioneiros aos leões. E os árabes, deles fizeram estátuas nos pátios de Granada.

 Para muitas civilizações o Leão representava o Rei. O Magistrado e o Senhor. Diz a lenda que os leões agressivos são presságio de guerras. Ao contrário do macaco, ele não é um animal insolente. Mas é perigoso. É carregado de presságios, de simbologias, de ritos. Não tem esplendor cadencioso do Tigre. Mas salta na escuridão da noite, emergindo do barro no quinto dia da criação.

 É um animal vingativo, solitário e caminhante. Talvez Deus o tenha colocado no mundo para lembrar aos homens que viver é perigoso e que os rastros de ambos - homens e leões - um dia se apagarão, como lágrimas perdidas na chuva...



Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento