Ministro garante para Carmem Zanotto que não haverá falta de medicamentos

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante reunião com a Sociedade Brasileira de Diabetes, representantes do setor e a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania/SC), garantiu que não haverá problema de desabastecimento na distribuição de medicamentos com a suspensão temporária de parcerias (PDPs) com 19 laboratórios nacionais. "Temos a garantia do ministro que a medida não afetará o atendimento à população", afirma Carmen Zanotto.

De acordo com a nota técnica do Ministério da Saúde a "suspensão temporária" permite que os laboratórios apresentem medidas para reestruturar o cronograma de ações e atividades. Desde 2015, 46 PDPs passaram por processos de suspensão e atualmente 87 parcerias estão vigentes. "Trata-se de uma medida regular e recomendada pelos órgãos de controle. Toda e qualquer parceria que estiver em desacordo é suspensa para avaliação", destaca Mandetta.

Diabetes - Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, Hermelinda Pedrosa, o Brasil é o quarto país com o maior número de pessoas com diabetes, a estimativa é de 14 milhões de pessoas tenham a doença e a projeção é que este número chegue a 26 milhões nos próximos anos. O ministro Mandetta disse que o foco do Ministério da Saúde será investir em medidas de prevenção dos fatores de risco e no fortalecimento da atenção primária com reforços nas equipes de saúde e investimentos em insumos e medicamentos como as insulinas análogas.

"Ainda precisamos avançar mais para termos uma política permanente em nível nacional e para que os pacientes tenham mais acesso ao tratamento e a medicamentos de ponta", ressalta Carmen Zanotto, que é presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde e vice- presidente da Frente Parlamentar Mista da Diabetes.

Imagens



14472708677060.jpg

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento