A lenda da Serpente do Tanque

Correia Pinto, fundador da cidade, por volta de 1771, teria mandado construir um tanque aproveitando quatro ou cinco fontes naturais que ali existiam para que as mulheres pudessem lavar suas roupas sem serem molestadas por índios e animais selvagens.

O local é episódio de uma das lendas mais conhecidas e curiosas da cidade. A lenda da Serpente do Tanque. Segundo ela, uma mãe solteira, algo inaceitável para a época, teria dado à luz a criança e jogado no Tanque.

O filho virou serpente e passou habitar o local. A padroeira da cidade, Nossa Senhora dos Prazeres estaria com os pés sob a cabeça da serpente enquanto permanece no altar da Catedral Diocesana.

Diz a lenda e crê o povo, que cada vez que a santa é retirada do altar a serpente se agita e derrama as águas do Rio Carahá (maior rio de Lages), provocando inundações.

Imagens


Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento