Casa de Gente e Coletivo Bapho realizam 1ª Feira da Diversidade na cidade de Lages

Segundo o diretor executivo da Casa de Gente, Diego Neto, o objetivo do evento é criar espaços de discussão, de geração de renda, comercialização, e apresentações culturais, tendo como protagonistas a comunidade LGBTQ+

Foto: DIVULGAÇÃO

Com o objetivo de promover a diversidade LGBTQI+, e a produção cultural de coletivos, artesões e artistas locais, acontece no próximo dia 7 de dezembro, na Praça do Terminal Urbano, no Centro de Lages, a 1a Feira Cultural da Diversidade. 

O evento promovido pela Rede de Desenvolvimento Comunitário Casa de Gente, por meio do Coletivo "Bapho", já conta com mais de 30 entidades apoiadoras, dentre elas: a Vigilância Epidemiológica Municipal, SESC, Caritas Diocesana, Casa Ecumênica, Centro de Direitos Humanos e Cidadania e o Conselho municipal de Economia Solidária. Além disso, a programação conta também com a participação de mais de 20 expositores e artistas.

Segundo o diretor executivo da Casa de Gente, Diego Neto, o objetivo do evento é criar espaços de discussão, de geração de renda, comercialização, e apresentações culturais, tendo como protagonistas a comunidade LGBTQ+.

"A feira acontece para que possamos dialogar com a sociedade sobre a diversidade e outros temas que fazem parte de nosso cotidiano. Hoje 41% de todos os assassinatos de pessoas trans do mundo acontece no Brasil. Além disso, segundo o Grupo Gay da Bahia, organização voltada para a defesa dos direitos dos homossexuais no Brasil, a cada 16 horas, uma pessoa é vítima de homofobia em nosso país, totalizando a média de 552 mortes por ano".

De acordo com Neto haverá também como parte da programação um ato inter-religioso, em memória das pessoas LGBTQI+ assassinadas no Brasil. "Sendo assim, a feira é mais que um evento, é um lugar para darmos visibilidade a nossa população e, principalmente, de diálogo com a sociedade. Tem lugar para todas e todos que acreditam que a diversidade é um direito fundamental que precisa ser reconhecida e respeitada".

Semana de atividades

A programação acontece a partir do dia 2/11, com a apresentação da instalação artística "Público Alvo", que será apresentada durante a noite no Centro Cultural Vidal Ramos Junior, pelo estudante de Artes Visuais e diretor executivo da Casa de Gente, Diego Neto.

Coordenador do Coletivo Bapho, o estudante Matteus Anddrade, acredita que o evento será um marco na história da cidade e região, pois será a primeira Feira Cultural da Diversidade de Lages.

"Tendo em vista atual conjuntura política, a Feira vem pra reafirmar os direito da população LGBTQI+, e contra todas as formas de opressão, levando inclusive a importância do acesso ao trabalho, pois LGBTQIs, principalmente pessoas Trans/Travesti enfrentam muita dificuldade pra conseguir um trabalho formal. Tudo isso não acontece por acaso, falta políticas públicas que tragam a inclusão e mais do que isso a valorização e dignidade".

Natural de Maranhão Matteus é cantor, e diz enfrentar muitas dificuldades pra cantar em espaços públicos, pois o preconceito não permite que pessoas possam mostrar as suas artes nestes ambientes.

A semana será marcada também por uma roda de conversa que será realizada no dia 4/12, no Câmpus do IFSC, panfletagens e uma festa de encerramento que será realizada no dia 7/12.

Para participar da feira basta entrar em contato pelo Whatsapp: (49) 49 8885-0897 ou pelo e-mail: coletivobapho.contato@gmail.com O espaço busca dar prioridade para coletivos LGBTQ+, coletivos femininos e de negros, buscando assim das visibilidade à minorias sociais.


TEXTO: Dionathan Patrick de Sousa



Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento