Justiça decide manter preso homem que agrediu a mulher e filho e ateou fogo na casa em Lages

O rapaz trabalha e não tem antecedentes criminais



Um jovem de 29 anos teve a prisão preventiva decretada na tarde desta segunda (10) pelo juiz Alexandre Takaschima, da 2ª Vara Criminal da comarca de Lages, em audiência de custódia. Durante a madrugada, o flagrado estrangulou a esposa, o filho do casal, ateou fogo na casa e depois tentou o suicídio. Para garantia da ordem pública e a segurança da vítima, o homem ficará detido no presídio Regional de Lages. 


O rapaz trabalha e não tem antecedentes criminais. De acordo com o boletim de ocorrência, e confirmado por ele durante a audiência, o motivo da agressão foi ciúmes da esposa. Depois de uma discussão, a sufocou até desmaiar. Também tentou estrangular o próprio filho. Os dois conseguiram fugir das agressões. 


Do lado de fora, perceberam que ele tinha colocado fogo na residência. Registros fotográficos confirmam que o imóvel ficou totalmente destruído pelas chamas. O homem cortou um dos pulsos. Por conta da tentativa de suicídio, o magistrado pediu atenção à unidade prisional. 


No boletim da ocorrência, a Polícia Militar registrou o fato como tentativa de feminicídio. A Polícia Civil enquadrou o crime no artigo 129 do código penal, que trata da lesão corporal. De acordo com o Ministério Público, haverá uma análise para tipificar o delito no processo. 



NCI/TJSC - comarca de Lages

Imagens

Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento