PJSC abre por Lages rodada de reuniões virtuais

O presidente do Poder Judiciário de Santa Catarina, desembargador Ricardo Roesler - acompanhado do 1º vice-presidente da Corte, desembargador João Henrique Blasi, e da corregedora-geral da Justiça, desembargadora Soraya Nunes Lins, dos juízes auxiliares da Presidência, juiz-corregedor e assessores -, iniciou na manhã de segunda-feira (18/5) a série de encontros virtuais com magistrados e servidores das comarcas da Serra catarinense. Os encontros têm como objetivo ouvir e conhecer as demandas locais em relação à infraestrutura, gestão de pessoas e jurisdição.

Pela manhã, a videoconferência foi com os magistrados da comarca de Lages. No período da tarde, a conversa contou com a participação dos juízes das comarcas de São Joaquim, Urubici, Bom Retiro e Otacílio Costa. Em sua fala, Roesler reforçou o compromisso de fazer uma gestão baseada no diálogo e integração. "Saber como é a realidade de cada comarca e ouvir quem faz parte dela ajudarão a nortear os três eixos prioritários elencados pelos dirigentes do Judiciário, que são a informação, integração e inovação", frisou.

Nos meses de fevereiro e março, a cúpula visitou comarcas das regiões Norte e Oeste de do Estado para saber sobre infraestrutura, gestão de pessoas e jurisdição. Por conta do cenário atual, que exige cuidados com a saúde e, especialmente, o distanciamento social, na Serra os encontros estão sendo realizados de forma virtual, com a utilização da plataforma PJSC-Conecta. Os desafios em relação à pandemia do coronavírus também estiveram na pauta. O diretor do fórum da comarca de Lages, juiz Ricardo Alexandre Fiúza, avaliou positivamente o encontro.

"Foi ótima a oportunidade de aproximação, por iniciativa da Presidência do Tribunal de Justiça, com a utilização da tecnologia disponível, observadas as restrições desta época de crise. As demandas da comarca de Lages foram encaminhadas antecipadamente, sendo discutidas por ocasião do encontro, com a participação dos magistrados, aguardando-se a posterior definição pelo Tribunal. Também foi possível explicitar o trabalho realizado pela direção e secretaria do foro. O diálogo é indispensável para o aprimoramento do trabalho."

Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento