Sistema da Área Azul será cobrado e fiscalizado a partir do dia 14 de dezembro

Para dirimir quaisquer dúvidas, basta os interessados consultarem o site www.estacionamentodigital.com.br, para inteirar-se mais sobre formas de utilização (estacionamento digital, parquímetro, ticket e postos de vendas), número para mensagens de texto (SMS) - 29000, informações legais, horário de operação, mapa de vagas, notificação - autuação e aviso de irregularidade

Foto: DIVULGAÇÃO

Daqui duas semanas, na segunda-feira (14 de dezembro), serão iniciados os trabalhos de cobrança e fiscalização da Área Azul, sistema de estacionamento rotativo em Lages a ser executado no Centro e bairro Coral. Os monitores que irão desempenhar estas funções já foram apropriadamente treinados e já estão pelas ruas e avenidas com a missão de prestar orientações e realizar as vendas dos cartões magnéticos de créditos para aqueles motoristas que pretendem se adiantar e adquirir o produto. O aplicativo para celular (smartphone Android ou iPhone), aos primeiros testes de uso dos estacionamentos, já está liberado e disponível. As explicações de como baixar e sobre cadastro constam, em detalhes, em www.estacionamentodigital.com.br. 

As vias concernentes à Área Azul já estão em processo de sinalização e no caso de quaisquer dúvidas, basta os interessados consultarem o site www.estacionamentodigital.com.br, para inteirar-se mais sobre formas de utilização (estacionamento digital, parquímetro, ticket e postos de vendas), número para mensagens de texto (SMS) - 29000, informações legais, horário de operação, mapa de vagas, notificação - autuação e aviso de irregularidade.

Os trabalhos da empresa terceirizada para a Área Azul, a Serbet Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil, de Joinville, vencedora do processo licitatório, são supervisionados pela Diretoria de Trânsito (Diretran), na figura do diretor Newton Silveira Júnior, e do diretor de Engenharia de Trânsito e Sinalização, engenheiro Sérgio Todeschini. "A modalidade Área Azul é um meio de organizar melhor o trânsito e oportunizar a todos, com igualdade de direitos, um estacionamento rotativo justo e de qualidade para uso por parte das pessoas que necessitam despender de tempo para pagar contas, resolver pendências e fazer compras no Centro e no Coral", pontua Sérgio Todeschini.

No total são 45 parquímetros em todas as áreas demarcadas, podendo chegar a 60, conforme a necessidade. Entre os endereços estão as principais ruas centrais da cidade, a exemplo das ruas Rui Barbosa, até o Centro de Triagem para a Covid-19 (antigo Pronto-Atendimento Tito Bianchini); Lauro Müller, até o entroncamento com a Caetano Vieira da Costa; Emiliano Ramos, na Via Gastronômica, até a estátua de Antonio Correia Pinto de Macedo (localizado na Praça da Bandeira, rua Correia Pinto), e na Coronel Serafim de Moura, até a praça Joca Neves (Otacílio Vieira da Costa).

O bairro Coral também ganhou seus parquímetros, mais especificamente na avenida Camões, até a rótula do Monumento aos Bois. Todas as ruas transversais da primeira quadra da avenida, a partir da rua Nilo Peçanha, até a rótula, também contam com os equipamentos. No Coral falta somente a instalação de dois parquímetros.

Será de R$ 2,25 o preço inicial da tarifa básica de utilização das vagas destinadas para automóveis, caminhonetas e similares, para o período de uma hora em cada vaga. Já o preço para as vagas destinadas a ciclomotores, motocicletas, motonetas e similares será de 50% do preço da tarifa básica para o período de uma hora (R$ 1,15). Os valores podem ser reajustados proporcionalmente ao período de tempo de ocupação da vaga. O tempo máximo de permanência permitido na vaga é de duas horas. A tarifa para carga e descarga está estabelecida (30 minutos) em R$ 2,25, com tempo máximo de uma hora na ocupação da vaga.

Fracionamento de tempo

Em Lages, utilizando o formato digital, o usuário poderá pagar só o tempo que permaneceu na vaga. Ao sair da vaga, deve-se parar a alocação digital e os créditos do tempo não utilizados irão voltar para a conta digital da cidade, conforme se explica no site Estacionamento Digital. Exemplo: se o usuário alocar uma hora e permanecer na vaga por apenas 45 minutos, poderá, via aplicativo, acionar o botão "Parar alocação" e o valor fracionado dos 15 minutos restantes retornarão para o usuário.

Praticidade a idosos e a pessoas com deficiência física

Serão destinadas 5% das vagas inseridas no sistema aos idosos e 2% aos portadores de deficiência física. O cadastro será pelo Cadastro de Pessoa Física (CPF) do usuário, e não pela placa do veículo. Valor de cada hora é de R$ 2,25 e o tempo máximo de permanência na vaga é de duas horas.

Um pouco da história

A implantação da nova Zona Azul gera 90 postos de trabalho diretos e indiretos. E representará em torno de R$ 5,5 milhões em arrecadação para o Município ao longo de 15 anos de concessão.

O primeiro parquímetro foi instalado em Lages no dia 4 de novembro, pela empresa Serbet Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil, sediada em Joinville, vencedora do certame de licitação, com contrato vigente pelos próximos 15 anos na atuação da Zona Azul na cidade. O equipamento estreante foi fixado em uma das esquinas da praça João Ribeiro, em frente à Catedral Diocesana.

O contrato de concessão foi assinado pelo prefeito Antonio Ceron no dia 2 de outubro e a empresa tinha um prazo de aproximadamente 90 dias para as instalações de aparelhos, software, parquímetros, sinalizações das vagas oferecidas e contratação de monitores.

Texto: Daniele Mendes de Melo, com informações de Aline Tives

Artes gráficas: Estacionamento Digital/Divulgação 

Fotos monitores: Divulgação

Imagens


Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento