Latino afirma ser dono da faca que matou Guilherme

12 Junho 2019 19:03:00

Ele está preso preventivamente

Foto: Divulgação

Na segunda-feira (10) apresentou-se para o delegado Dr. Marcio Schutz, na Delegacia da Polícia Civil, juntamente com seu advogado Juliano Estefani, vulgo Latino, o principal suspeito de matar com um golpe de faca o jovem empresário Guilherme Muniz. Segundo informações da Polícia Civil, Juliano assumiu ser o dono da faca utilizada no crime e após a afirmação se manteve em silêncio, direito que é fornecido pela justiça.

Após a apresentação Latino que é natural de Campos Novos-SC, 35 anos, foi liberado, logo que se apresentou na delegacia não poderia ser detido, apenas quando juiz emitisse mandado de prisão preventiva. Neste meio tempo o Delegado deslocou-se ao Juiz da Comarca de Lages que liberou tal mandado para o acusado. Com documento em mãos, a polícia civil foi em busca de Juliano e ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Lages.

Latino irá a julgamento pelo Artigo 121 do Código Penal que se enquadra como homicídio por motivo fútil. A Polícia está ouvindo testemunhas, analisando filmagens de câmeras de segurança de estabelecimentos em torno da cena do crime na Av. Luiz de Camões.

Deve-se enfatizar a rapidez e o levantamento de informações no momento da ocorrência onde a Polícia Militar levantou nomes dos suspeitos e localizou a arma utilizada e o motivo do crime.


Entenda o Crime

Na madrugada de sábado (08) por volta das 4h30, o jovem empresário Guilherme Muniz saiu com sua namorada para uma festa privada Wooden House, ao sair do local foi com sua namorada fazer um lanche no Tchê Lanches localizado em frente a festa em que estavam. Segundo informações de populares, Guilherme ao ver uma pessoa ser passada a sua frente na fila de espera do "cachorrão", questionou a situação que acabou gerando uma discussão, em meio à confusão o suspeito teria se deslocado ao carro e voltou munido de uma faca que acabou golpeando a vítima que caiu ao chão.

A guarnição do Sargento Ademir Dias e soldado Pandolfo estava próximo ao local e rapidamente foram atender a ocorrência, ao chegar identificaram Guilherme ferido e prestaram os primeiros atendimentos, segundo populares o sargento ficou ao lado de Guilherme monitorando seus sinais vitais até a chegada do SAMU. O soldado da PM foi em busca de suspeitos e de informações sobre o fato ocorrido, e informaram que havia um masculino que participou da briga estava em frente ao Molas Coral e outro que foi contido pelos seguranças da casa noturna Vegas. Ao serem questionados sobre o episódio "dedaram" que Latino seria o autor da facada desferida no jovem. Ainda no local a PM conseguiu localizar a arma utilizada.

Após a chegada da ambulância do SAMU foram realizados todos os procedimentos no local para tentar reanimar a vítima, que não resistiu e veio a óbito.

Os policiais ao levarem os suspeitos a Delegacia de Polícia Civil, apresentaram ao agente de plantão, que tomou as medidas cabíveis.