Para combater novo coronavíurus vereadores de Lages destinam R$ 200 mil para prefeitura

Após reunião virtual com o prefeito, Câmara vai destinar verba para ajudar o município

A Câmara de Vereadores vai disponibilizar R$ 100 mil para a reestruturação do Tito Bianchini (para atuar como uma Unidade de Triagem de Síndromes Respiratórias) e outros R$ 100 mil para a disponibilização de cestas básicas para as famílias mais necessitadas nesse momento de dificuldade.

 Na tarde desta segunda-feira (23), o presidente do Poder Legislativo Lageano, Vone Scheuermann, e os demais vereadores da Mesa Diretora da Casa: Amarildo Farias, Bruno Hartmann, Ivanildo Pereira e Thiago Oliveira, participaram de uma videoconferência com o prefeito municipal Antonio Ceron sobre a situação que Lages se encontra frente ao novo Coronavírus (Covid-19). 

Na ocasião, os vereadores aproveitaram para esclarecer algumas dúvidas que a população tem feito sobre a estrutura dos hospitais, a situação de materiais e profissionais da saúde e também sobre o uso do espaço do antigo Pronto Atendimento Tito Bianchini. Segundo o presidente Vone, o prefeito relatou que os governos Estadual e Federal estão disponibilizando verbas para sanar as necessidades de cada região. 

"A preocupação é grande, porém, se continuarmos as ações que estão sendo desenvolvidas, vamos conseguir passar por tudo isso sem que se torne um caos. A princípio, não faltam materiais (EPI's) aos profissionais da saúde, a Secretaria da Saúde possui cinco médicos trabalhando de casa para assistência por telefone, os idosos estão sendo monitorados conforme cada necessidade em suas residências, as famílias carentes estão sendo monitoradas através das diretorias das escolas e os supermercadistas, em decisão própria, afirmaram trabalhar somente até às 20 horas nos dias de semana", conta Vone Scheuermann. 

Além disso, a Mesa Diretora, em nome de todos os vereadores, vai disponibilizar R$ 100 mil para a reestruturação do Tito Bianchini (que vai atuar como uma Unidade de Triagem de Síndromes Respiratórias) e outros R$ 100 mil para que a Secretaria da Assistência Social disponibilize cestas básicas para as famílias mais necessitadas nesse momento de dificuldade.

Texto: Everton Gregório 

Imagens

Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento