Acil emite nota de repúdio pelo aumento dos recursos do fundo eleitoral

Associados da entidade estão indigados com deputados e senadores

Nota de Repúdio

A Associação Empresarial de Lages (ACIL), representando a classe empresarial, vem a público manifestar sua indignação com a decisão do Congresso Nacional de aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, prevendo um aumento dos recursos do Fundo Eleitoral para R$5,7 bilhões.

Esta associação sempre defendeu os interesses, direitos e as necessidades de seus associados e da comunidade, considera vergonhoso e inadmissível que a maioria dos parlamentares do Congresso Nacional tenham optado por triplicar esses recursos, em meio à crise econômica e sanitária pela qual estamos passando.

Entendemos tal medida como uma ação desrespeitosa e insensível com as milhares de vidas que já perdemos e os milhões de trabalhadores desempregados. Além, dos inúmeros desafios enfrentados pelas empresas para manter suas portas abertas e postos de trabalho, especialmente, diante da pandemia da Covid-19.

Reforçamos a necessidade urgente de um olhar voltado para as empresas, que diariamente lutam para tornar seus negócios competitivos, geram milhares de empregos e contribuem para a economia do país.

Carlos Eduardo de Liz

Presidente da Associação Empresarial de Lages - ACIL

Imagens

Logo_Branco_Sem_Fundo.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | O Momento